quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Trabalhadores, uni-vos! Pela democracia e por nenhum direito a menos!





O Sindserv, juntamente com a Frente Popular Caicó pela Democracia e todas as entidades que dela fazem parte, vem a público convidar todos e a todas, trabalhadores e trabalhadoras, o povo caicoense, e em especial a nossa juventude, a participar de um ato público em defesa da democracia, contra o golpe, contra os ataques aos direitos trabalhistas, contra os retrocessos na educação, contra a reforma da previdência, contra a privatização, contra terceirização, contra a PLP 257 e a PEC 241, em fim contra todas as medidas de desmonte do estado democrático de direito do governo golpista de Michel Temer.
A concentração do ato será a partir das 16 horas, na Praça da Alimentação, com caminhada pelas ruas centro da cidade até a Praça da Liberdade!
Nenhum direito a menos! Juntos venceremos! Vamos a Luta!
Fora Temer! Diretas Já!

Caicó lança Frente Popular pela Democracia e traça estratégia de resistência aos ataques à Educação e à Saúde



 Caicó lança Frente Popular pela Democracia e traça estratégia de resistência aos ataques à Educação e à Saúde
Com o objetivo de organizar a luta e resistência ao conjunto de propostas e projetos que tramitam no Congresso Nacional e ameaçam a Saúde, Educação Pública e as Universidades, diversos segmentos do movimento social, sindical, estudantil e de mulheres lançaram a Frente Popular “Caicó pela Democracia”.
Realizada no último dia 24, na sede do SinPrev em Caicó, a atividade reafirmou a posição das entidades em defesa da Democracia e debateu a importância do Estado Democrático de Direito na garantia dos direitos civis, humanos e fundamentais
O encontro contou com a participação do ADURN-Sindicato, do SENASEFE, Sind-Saúde, MST, ADUERN, SINTEST, SINDServ-Caicó, SINTE e Movimento das Mulheres do Seridó. Todos interessados em debater os riscos e consequências do golpe no Brasil e que colocam em permanente ameaça a continuidade das políticas públicas na área da Educação.
Ao final do encontro, os presentes debateram encaminhamentos para realização de um Dia de Mobilização na próxima quinta, 29. Entre eles, a realização de um novo encontro nesta terça-feira, 27 de setembro, às18h, na sede do SindServ, quando será fechado o roteiro da programação cultural e avaliada a divulgação do evento.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Batata: o “novo” que já nasceu velho!


Resultado de imagem para Batata caico

Por Prof. Thiago Costa



Em meio à crise, no olho do furacão, no desespero que embaça a vista buscamos angustiadamente uma saída, a qual pode nos levar a um abismo ainda mais profundo. Tal situação é típico nos momentos em que a sociedade se ver diante de situações difíceis como a que vivemos hoje no país, marcado pelo descredito nos representantes políticos e em nossas instituições.
Tomemos como exemplo a nossa querida cidade, Caicó. Como se já não bastasse às dificuldades naturais de uma cidade situada no semiárido nordestino, ainda temos a degradação de nossas condições de vida provocado pelo falta de compromisso daqueles que a mais de 40 anos se alternam no poder, praticando uma politica coronelista, baseado no assistencialismo, no toma lá da cá, na compra de votos ou na sua troca por favores ou promessas messiânicas cujo tempo de duração dificilmente extrapola o período eleitoral.
Nesse sentido, diante do desgaste, da deterioração dos sistemas verde e vermelho, respectivamente liderados por Alvaro Dias e Vivaldo Costa, que a 40 anos praticam uma politica de auto favorecimento e em beneficio daqueles que financiam os seus projetos de poder, temos agora aqueles que se apresentam ao povo de Caicó como sendo tudo o que há de mais novo, puro e capaz de renovar a gestão publica de nossa cidade.
E quem é “novo” da vez? Quem será o novo redentor, mocinho, caubói, que libertará a nossa cidade das mãos dos mal feitores e que a devolverá ao povo de Caicó?
Resposta...Robson Araújo, popularmente conhecido como BATATA!
No entanto, o que realmente o Batata tem de “novo”?
Mas Batata é “novo” por que é oposição a gestão que o mesmo agora tem apontado como desastrosa, inerte, e a qual ele faz oposição, que é a gestão do atual prefeito Roberto Germano.
Mas esse mesmo Batata não é o mesmo que até recentemente era um dos lideres PMDB de Caicó, e do prefeito Roberto Germano, na câmara de vereadores de nossa cidade? Claro que sim! É ele mesmo. O mesmo que como vereador até a alguns meses atrás compactuava e votava a favor de todas as matérias de interesse do prefeito. Fica a pergunta: qual é a novidade mesmo em?
Sendo assim, pela grande capacidade de auto regeneração de Robson Araújo, penso que seu apelido deveria deixar de ser BATATA e passar a ser LAGARTIXA, ou POLVO, haja vista que essa é uma característica desses nobres animais.
Batata sai do PMDB para o PSDB não por que é contra a politica praticada por Roberto Germano e sim pelo desejo de pratica-la ele mesmo. Ou seja, a motivação de Batata não é ser o novo e sim ser o prefeito, e só. Só isso!
Além disso, para desmistificar de vez o mito do NOVO em Batata, basta ver o que defende o seu NOVO partido, o PSDB: terceirização, diminuição do papel do estado, diminuição nos investimentos em saúde, educação, moradia popular, fim do concurso publico, precarização dos direitos trabalhistas, fim do monopólio da Petrobrás e entrega do petróleo brasileiro (com destaque para o da camada pré-sal) as multinacionais norte-americanas, lei da amordaça que proibi a postura critica dos professores em relação aos temas de interesse da sociedade  etc, etc, etc.
É isso que defende o partido de Batata e, portanto, é com isso que ele concorda.
Batata é o “NOVO” que já nasceu VELHO, e representa um grande atraso para aqueles que acreditam e sonham com uma Caicó mais desenvolvida, tanto nos campos sociais quanto econômicos, com mais qualidade de vida para os seus habitantes.
Dessa maneira, diante do cenário que está posto, é preciso que tenhamos um cuidado para que, na ânsia de sair da situação de atraso e abandono pela qual passa a nossa cidade, não façamos escolhas equivocadas e acabemos com essa BATATA quente queimando as nossas mãos por quatro anos.